[Site] Life On Mars : mistura realidade com ficção para mostrar o avanço democrático na Coreia do Sul

Os produtores coreanos do remake de ” Life On Mars ” não escolheram o ano de 1988 por acaso. Certamente parece estranho até desconfortável para nós, milênios, quando Tae Joo (Jung Kyung Ho) tenta defender a ética em um ambiente de corrupção policial desenfreada e violenta , mas considerada normal para a época.

Jun Kyung Ho consegue brilhantemente demonstrar a desconexão do seu personagem, oriundo de 2018 vivendo em 1988. A perícia moderna não está disponível, o personagem de Kyung Ho atua a partir de procedimentos policiais incorretos, e ele não entende o contexto criminoso de 1988Alertar uma atual Coreia do Sul os tempos sombrios parece ser também um objetivo dos produtores. Evidenciar no episódio a reportagem sobre a morte do manifestante estudantil Park Jong Chul, torturado e morto nas mãos da polícia em 1987, não foi por acaso. A morte de Park Jong Chul desencadeou o Movimento pela Democracia de Junho, que levou à democratização da Coreia do Sul, bem como ao avanço as leis de direitos humanos no país, particularmente em relação à disposição do judiciário de responsabilizar o governo e a polícia por seus crimes.Ano passado, um filme foi lançado baseado na verdadeira história de Park Jong-Chul. Em 1987, o estudante universitário e membro do movimento pró-democracia Park Jong-chul foi capturado pela polícia. Ele foi torturado até a morte. A polícia e o governo tentaram encobrir o caso de Park Jong-Chul, mas os estudantes de mídia e universitários revelaram a verdade.

O filme “1987: When The Day Comes” foi lançado em dezembro. Claramente existe um um perigo para o personagem de Jung Kyung Ho. Tae Joo é uma pessoa deslocada, e há uma linha de violência que permeia 1988 com a qual os cidadãos sul coreanos têm que conviver com um grau não sentido em 2018.

Assista Life On Mars legendado em português nos Fansubs:

Kingdom Fansub

Star Dramas Fansub

Anúncios