Arquivo da categoria: Entrevistas |Interviews

Só porque sou uma “celebridade” não significa que sou especial: Jung Kyung Ho para WS

Protagonista do recente drama da MBC Missing Nine, o ator Jung Kyung Ho conseguiu expressar uma variedade de emoções ao interpretar uma celebridade espinhosa, sobrevivendo aos extremos em uma ilha deserta. Mesmo o drama recebendo uma classificação indigesta para alguns críticos foi a redescoberta de Jung Kyung Ho.  Confortável, em uma cafeteria ao norte de Seul, Jung Kyung Ho nos recebeu para uma entrevistada. Não se intimidou, e falou abertamente sobre o relacionamento com a cantora Soyoung do Girl’s Generation. Jung Kyung Ho descreveu como uma relação de apoio mútuo, onde ambos respeitam os limites um do outro. Sua resposta mostrou o quanto são atenciosos com o namoro, revelando que nunca tiveram uma briga ao longo de toda a relação. O casal namora há cinco anos, e publicamente a relação foi confirmada em janeiro de 2014. Sobre isso, o ator refletiu:

“De muitas maneiras, peço desculpas à Sooyoung por minha tendência a não me preocupar com as percepções dos outros. Eu pensei que não havia nenhuma culpa em ter um relacionamento, então eu acreditei que seria melhor divulgar o nosso, mas resultou em muitas situações embaraçosas para Sooyoung. Me arrependi. “

Sobre  Missing Nine, qual seu olhar? E a relação com os atores? 

A atmosfera das filmagens era realmente boa. Foram quatro meses de convívio continuo com filmagens em Seul e Ilha Jeju. Fizemos uma bela história, os personagens iam além das aparências . Todos os meus trabalhos permanecem na memória, eu aprendo com os veteranos e novos. Assim como no filme Herb, eu aprendi muito ao trabalhar com Bae Jong. 


Ainda sobre Missing Nine, eventualmente, você recebe o quê através das pessoas? 

Foram cerca de 100 pessoas, não tenho como ter a impressão de cada um. Eu não ligo para criar uma atmosfera amistosa só por sugestão ou pelas classificações. Tentei não me debruçar sobre a expectativa de resposta do espectador ( avaliação do drama).

O papel de celebridade é clichê. Lembro que você já interpretou um monte de papel como celebridade

Sim, um jovem ídolo  em  Sorry, I love you, um cantor mimado em All for Love e uma celebridade paranóica em Faster Your SeatBelt. No conjunto, pode até ser clichê interpreta celebridades, mesmo perfil, caráter e características. O que realmente diferencia são as dores de cada um dos personagens. 


Se você tivesse que se comparar as quatro celebridades que interpretou, qual o mais próximo do seu perfil?

 É claro que tenho um pouco deles, mas só em um primeiro olhar. Quanto ao mais próximo ao meu caráter, eu prefiro o Seo Joon-O de Missing 9. Os outros foram inúteis (risos).

Existe um personagem inútil? E a humildade? 

Eu sou um ator humilde. Nunca diminuir qualquer personagem até agora. Estou apenas analisando a personalidade de cada protagonista. Eu só penso em ser um bom ator.

Ser protagonista é o principal objetivo ? 

Não, eu acho bom é se expressar pelo caminho. Quando você é protagonista, você está sempre na linha de frente da câmera, mas será esta a única sensação de estar vivo? Quando vejo o diretor orientando outro atores, eu penso “também quero fazer isso”. 

Direção é o trabalho do seu pai (o pai de Jung Kyung Ho é o veterano diretor Jung Eul-Young) Ele foi a maior influência na sua escolha de atuar? Seria natural querer ser como seu pai.

 Quanto mais eu amo atuar e me concentro no meu trabalho, mais eu reforço a ideia que meu pai é realmente grandioso. Uma vez pensei “Eu quero meu pai no meu trabalho”, disse isso pra ele, como sempre ele recusou (risos). 

Talento se aprende? Com esforço pode ser criado ? 

O talento deve existir. Eu creio que com esforço ele pode ser refinado. Eu ainda não tenho certeza se posso avaliar quando é talento para atuar, ou quando é mais esforço. No entanto, mais importante que talento e esforço, penso ser a sua própria identidade.

Então, você acha que a coisa mais importante para o ator é conhecer suas virtudes ?

 Eu acho que deve ser uma boa pessoa para ser um bom ator. O público percebe isso. Conhecer a si mesmo é o caminho. Quanto a mim? Eu ainda não me conheço. Assim, enquanto eu trabalho, olho para o meu eu interior. (Risos)

A exposição é visto com desconforto por algumas celebridades, você também pensa assim?

 Eu não! Faz parte ter pessoas interessadas ou não ao seu redor. Eu vejo como natural, alguém que pode atuar e continuar a ser como um vizinho ao lado. Claro, tenho um pouco mais de atenção quando saio de casa. Eu também sou cuidadoso com minhas ações quando bebo. Estas são coisas óbvias, mas de outra forma não presto atenção ao que os outros pensam de mim. 

Não me parece que você tenha consciência que possa ser uma celebridade

Há pouca consciência do que é ser um artista. Artistas nem deveriam se sentir especiais, não sou celebridade, sempre fui ator. Particularmente, eu não me sinto desconfortável como ator por causar interesse ou pela percepção que as pessoas tenham sobre mim. Tenho amigos famosos que possuem pensamentos similares ao meu. 

São cinco anos de namoro, como é ? 

Nós estamos sempre apoiando um ao outro, e não apenas quando estamos fazendo dramas. Nós nunca brigamos em nosso relacionamento, nem mesmo uma vez. Eu sinto que Sooyoung pode ter ficado louca comigo quando começamos a namorar, porque eu adorava beber álcool e encontrar amigos. Mas agora, nós dois sabemos o que não gostamos, e enquanto eu tiver cuidado, provavelmente não haverá nada para discutir no futuro. Eu só preciso ter muita atenção e andar na linha (risos). 


Fonte: Woman Sense

English translation by Google Translator: Protagonist of the recent MBC Missing Nine drama, the actor Jung Kyung Ho managed to express a variety of emotions while playing a thorny celebrity, surviving to extremes on a desert island. Even the drama receiving an indigestible rating for some critics was the rediscovery of Jung Kyung Ho. Comfortable, in a coffee shop Jung Kyung Ho received us for a female interviewee. He was not intimidated, and he spoke openly about his relationship with singer Soyoung of Girl’s Generation. Jung Kyung Ho described it as a mutually supportive relationship, where both respected the boundaries of each other. Their response showed how attentive they were to dating, revealing that they had never had a fight over the entire relationship. The couple has been dating for five years, and publicly the relationship was confirmed in January 2014: “In many ways, I apologize to Sooyoung for my tendency not to worry about the perceptions of others. I thought there was no fault in having a Relationship, so I believed it would be better to disclose ours, but it has resulted in many embarrassing situations for Sooyoung.I regretted it. “About Missing Nine, what’s your look? What about the relationship with the actors?The atmosphere of the filming was really good. It was four months of continuous filming in Seoul and Jeju Island. We made a beautiful story, the characters went beyond appearances. All my work remains in the memory, I learn from the veterans and the new ones. Just like in the movie Herb, I learned a lot from working with Bae Jong.Still about Missing Nine, do you eventually get what through people?There were about 100 people, I can not seem to get the impression of each one. I do not care to create a friendly atmosphere just by suggestion or by ratings. I tried not to dwell on the spectator’s expectation of response (drama appraisal).The celebrity role is cliché. I remember you already played a lot of role as a celebrity.Yes, a young idol in Sorry, I love you, a spoiled singer in All for Love and a paranoid celebrity in Faster Your SeatBelt. On the whole, it may even be cliché interprets celebrities, even profile, character and characteristics. What really sets them apart is the pains of each of the characters. If you had to compare the four celebrities you played, which one is closest to your profile? Of course I have some of them, but only at a first glance. As for the closest to my character I prefer the Seo Joon-O of Missing 9. The others were useless (laughs).Is there a useless character? And humility?I am a humble actor. Never decrease any character by now. I’m just analyzing the personality of each protagonist. I just think about being a good actor.Being a protagonist is the main?No, I think it’s good to express yourself on the way. When you’re a protagonist, you’re always on the front line of the camera, but is this the only feeling of being alive? When I see the director directing other actors, I think “I also want to do this”.Direction is the work of his father (the father of Jung Kyung Ho is the veteran director Jung Eul-Young) Was he the biggest influence on his choice to act? It would be natural to want to be like your father.The more I love acting and focusing on my work, the more I reinforce the idea that my dad is really great. I once thought, “I want my father at work,” he told him, as he always refused.Talent is learned? Can effort be created?Talent must exist. I believe that with effort it can be refined. I’m still not sure if I can gauge when it’s talent to act, or when it’s more effort. However, more important than talent, I think it is your own identity. So, do you think the most important thing for the actor is to know their virtues? I think it must be a good person to be a good actor. The public realizes this. Knowing yourself is the way. About me? I still do not know myself. So while I work, I look at my inner self. (Laughs).The exhibition is viewed with discomfort by some celebrities, do you also think so? I Do not! It is a part of having people interested or not around you. I see it as natural, someone who can act and continue to be like a neighbor next door. Of course, I have a little more attention when I leave the house. I am also careful with my actions when I drink. These are obvious things, but otherwise I do not pay attention to what others think of me. I do not think you’re aware that you could be a celebrity.There is little awareness of what it is like to be an artist. Artists should not even feel special, I’ve always been an actor. In particular, I do not feel uncomfortable as an actor for causing interest or for the perception that people have about me. I have famous friends who have thoughts similar to mine. It’s five years of dating, how is it? We are always supporting each other, not just when we are doing dramas. We never fought in our relationship, not even once. I feel that Sooyoung might have gone crazy with me when we started dating, because I loved drinking alcohol and meeting friends. But now, we both know what we do not like, and as long as I am careful there will probably be nothing to discuss in the future. I just need to be very careful and walk the line (laughs).

“Foi  vergonhoso”- Jung Kyung Ho sobre o final de Missing 9

Missing 9 ( MBC) terminou com um monte de indagações. E esta entrevista para a Chic News com o protagonista Jung Kyung Ho tenta em parte responder as indagações.  O ator  diz que este drama ficará sempre gravado na memória dos fãs . Missing 9 foi o primeiro drama focado em sobrevivência numa ilha deserta. Ele sentiu o mesmo entusiasmo que a equipa de produção e outros atores. No entanto, o drama não teve boa audiência na Coreia do Sul e o fim controverso não agradou os fãs. Jung Kyung Ho comentou: ” Eu não me arrependo de ter escolhido Missing 9. Foi importante o que senti, e aprendi muitas coisas. Missing 9 se tornou um importante trabalho para mim “. 

Jung Kyung Ho interpretou Seo Joon Oh, ex líder de uma banda com muito sucesso que  caiu em decadência como artista, e teve que voltar a  lutar para ganhar a vida. Sua atuação foi muito diversificada, do humor para o drama, mesmo em todas as cenas de luta para sobreviver na ilha deserta ainda podemos ver o humor na interpretação. Missing 9 gerou uma  divisão na audiência. A diversidade de personagens, o desenvolvimento lento do romance entre os protagonistas não  atraiu os espectadores.   O ator usou respostas sinceras e profundas para responder as nossas perguntas:

Q: Como está sua vida com o fim do drama?

– Jung kyung ho: estive viajando junto com a equipe de produção e o pessoal do drama. Eu ainda sinto uma “depressão” após o fim de um drama . Filmar na província foi realmente muito bom. A capacidade de concentração, fiz o meu melhor, assim como o elenco e a equipe de produção. Então a pressão para a liderança já não influencia mais. Porque este é o meu drama. Fiquei muito apegado, então eu não queria que acabasse.

Q:  Como foram as filmagens ?

– Jung kyung ho: Uma festa, as pessoas não queriam se dividi, então estávamos viajando juntos para Província. Cerca de 30 pessoas no todo, equipe de produção e o pessoal de Seul, em  dois dias e uma noite já estávamos conversando, muita conversar. Temos vivido juntos durante um longo tempo, não há nada que não falamos uns com os outros, realmente foi uma relação muito feliz.

Q: O drama termina com cenas de todos brincando ao lado de Choi Tae Ho  – o homem que matou 6 pessoas, o que achou  disso? Sessão da tarde para o público?

– Jung kyung ho: na verdade, essa cena significa uma despedida de todos que fizeram o drama. O fim é a confissão de Choi Tae Ho. No drama todos  aparecem nos bastidores rindo, como a diversão que curtimos juntos na ilha deserta, e o cenário significa a lembrança desses momentos. Creio que na pressa não conseguimos ter a capacidade de transmitir o significado da última cena, então não foi muito bom. Queriamos mostrar um drama engraçado. Íamos construir uma cena quente, descrever o processo para sobreviver e  as mudança das pessoas em uma ilha deserta, mas precisávamos resolver os detalhes do mistério, e apareceu os defeitos. Foi vergonhoso.

Q: Realidade é que Choi Tae Joon não era assustador, não é?

– Jung kyung ho: quando terminava a cena ele voltava a ser o cara humilde, não, não eram caras assustadoras. Estou muito grato em trabalhar com Choi Tae Joon. O personagem dele tinha a angústia de Espírito. A ação cruel não foi intencional. Nós agradecemos ao Choi Tae Joon. Ele sabe que fez muito bem o personagem .
Q: Missing 9 não foi como esperado o original. Mas o drama foi capaz de mostrar novidades e recebeu boas críticas sem ser afetado pela classificação, mas o final foi muito criticado. 

– Jung kyung ho: eu não tenho arrependimento . Quando eu aceitei participar, o roteiro foi escrito para 10, 12 episódios, mas teve que  ajustar a duração e mudou um pouco. Eu também sinto pena com as respostas que o final recebeu .

Q: as cenas de humor, você improvisou?

– Jung kyung ho: na verdade não é que eu improvisei demais. Devido as cenas de mistério e tensão, então Seo Joon Oh foi construído para brilhar em todas as situações. Assim, tornei  as cenas  divertidas. Em cenas como essa, eu buscava muitas vezes outras opiniões. Estou muito feliz pelo público achar as cenas interessantes. Pelo fato de não ser simples interpretar cenas de comédia.


Q: parece que você especialmente lembrar das cenas na Ilha de Jeju?  Acho que deve ter sido difícil para você, teve dificuldades em manter a força?

– Jung kyung ho: As cenas na ilha deixou muitas lembranças em minha memória. Muitos perguntam: ” Foi tão difícil?”, no entanto, eu não me senti cansado nem um pouco. Mesmo que no mar, eu também só tive dificuldades na primeira vez, da próxima vez foi fácil. Até quando tinha os  takes de viver numa ilha deserta, unhas sem cortar, sem lavar a cabeça,… mas eu não me importo, então gradualmente foi se tornando mais confortável. Outros atores trabalharam muito mais que eu. Lee Sun Bin usava  vestido curto em um  tempo frio durante toda filmagem, Baek Jin hee entrava na água continuamente.

Q: você e baek jin hee atuaram juntos em um show de variedades. Como foi filmar juntos? 

– Jung kyung ho: Eu não precisei de tempo para fazer amizade com baek jin hee. Nos conhecemos no programa Law Of The City (SBS), passamos por muitas lembranças juntos durante 40 dias em NY. Então foi muito confortável.

Q:  desta vez não houve uma cena beijo? 

– Jung kyung ho: esta é a primeira vez que eu encerro um drama sem um beijo (risos). Em cerca do 3 e 4 episódio eu criei  uma atmosfera, mas o autor  foi direto quando disse que não precisava  das cenas de romance. No entanto, talvez um drama não precisa ser controlado  por fatores românticos para ter uma boa história.

Q: o público constantemente criticou a direção do drama, foi decepção, mas ocorreu  o contrario sobre sua atuação, foram muitos elogios.

– Jung kyung ho: todos  exagerados. Não vou mencionar classificação, eu me sinto tão grato, durante 15 anos, cada vez que eu faço um novo drama, ouço que Jung Kyung Ho é “uma nova descoberta”. talvez seja preciso trabalhar mais duro. Sinceramente, é impossível que não ligue para as respostas.  Claro que   classificação for muito  baixa, posso ficar deprimido, mas eu ainda estava no drama com um bom espírito. Mas todos nós ficamos frustrado um pouco pela audiência.


Q: há pessoas que dizem que você não conseguirá inovar mais.
– Jung kyung ho: não posso nem pensar sobre isso. Eu adoro trabalhar, atuar, mas sei que haverá momentos em que eu não poderei fazer. Então eu quero agir mais com cuidado. Eu não acho que estou sempre pronto para o sinal “OK” do diretor, mas eu quero fazer, quero me sentir satisfeito. Por isso,  eu sinto que tenho que ter responsabilidade. Parece que eu cresci mais que antes. Eu acho que a felicidade ou o sofrimento é por mim, não por outra pessoa, então eu quero mudar a mim mesmo, quando no palco, trabalhando com responsabilidade. E depois do drama acabar, eu quero saber que fiz bem todas as coisas, e é uma pena não ser um cálculo definitivo, o certo e o errado não se sabe.

Q: Seu pai, o diretor Jung Yong,  nunca te dar conselhos na escolha dos seu projetos ou sobre sua atuação?

– Jung kyung ho: nós quase não falamos de trabalho. Quanto mais eu faço esse trabalho, mais eu vejo o quanto meu pai é bom. E cada dia mais eu o respeito. Eu e meu pai muitas vezes conversamos e bebemos juntos, mas não queremos falar sobre trabalho. Eu não me atrevo a perguntar ao meu pai “Se devo agir como um filho de diretor”. Para ser honesto, eu também me sinto envergonhado com coisas como esta. Meu Pai parece que ver todos os filmes em que eu trabalho, mas não me dar nenhuma ideia pessoalmente. Ele apenas diz “seja um bom homem”. Sendo uma pessoa melhor, poderei ter uma boa atuação. Eu e meu pai somos como dois amigos. Exceto sobre atuar, conversamos  sobre tudo.
Q:Jung Kyung Ho tem o mesmo grau elevado de paciência  que Seo Joon Oh?

– Jung kyung ho: Senhorrrr! Eu não sou assim (risos). Sou sincero,  na posição de Seo Joon Oh, eu não perdoaria, mas ele teve que perdoar tudo. Seo Joon Oh foi construído com esta personalidade, há pessoas assim. É por isso que ele pode dizer ao Choi Tae Ho  – o homem que tentou culpar ele de homicídio “Eu vou estar ao seu lado, então vamos parar com isso“. Eu não faria isso . Eu pessoalmente, não o perdoaria. A relação deles foi bem construído, então eu posso entender o perdão de Joon Oh. Quero dizer, eles  (personagens de Chan Yeol e Tae) compartilharam com Joon Oh momentos de sucesso  da banda, shows, ensaios, viagens, muitas lembranças compartilhadas.  Eu sinto pena.

Q: Missing9 significou o que para Jung Kyung Ho?

– Jung kyung ho: participar e atuar em um drama como este foi uma grande sorte para mim. Eu agradeço muito o apoio dos fãs, e os momentos de diversão que tive filmando. Ainda sinto falta do convívio com as pessoas do drama. O trabalho não pode tornar o drama perfeito, mas não é culpa de ninguém, e também não é uma escolha. Se a história que contamos não foi boa, eu sinto muito. Mesmo assim, eu ainda espero que o público saiba  que todos nós – roteirista, equipe, diretor e os atores fizemos o nosso melhor até o último momento.


Fonte: (1)

Agradecimentos: Jung Kyung Ho Vietnã (2)

Translation by Google translator Missing 9 (MBC) has ended with a lot of inquiries. And this interview with the protagonist Jung Kyung Ho tries in part to answer the questions. The actor says that this drama will always be recorded in the memory of the fans. Missing 9 was the first drama focused on survival on a deserted island. He felt the same enthusiasm as the production team and other actors. However, the drama did not have a good hearing in South Korea and the controversial end did not please the fans. Jung Kyung Ho commented: “I do not regret having chosen Missing 9. It was important what I felt, and I learned a lot. Missing 9 became an important job for me.” Jung Kyung Ho played Seo Joon Oh, the former leader of a very successful band that fell into decline as an artist, and had to fight back to earn a living. His acting was very diverse, from humor to drama, even in all fighting scenes to survive on the deserted island we can still see the humor in the interpretation. Missing 9 generated a split in the audience. The diversity of characters, the slow development of the novel between the protagonists did not attract the viewers. The actor used sincere and profound answers to answer our questions:

Q: How is your life with the end of the drama?
– Jung kyung ho: I’ve been traveling along with the production team and drama staff. I still feel a “depression” after the end of a drama. Filming in the province was actually very good. The ability to concentrate, I did my best, as did the cast and production team. So the pressure for leadership no longer influences. Because this is my drama. I was very attached, so I did not want it to end.

Q: How were the filming?

– Jung kyung ho: A party, people did not want to split, so we were traveling together to Province. Around 30 people in all, production team and the staff of Seoul, in two days and one night we were talking, a lot of talk. We have lived together for a long time, there is nothing we did not talk to each other, it really was a very happy relationship.

Q: The drama ends with scenes of everyone playing alongside Choi Tae Ho – the man who killed 6 people, what did you think of that? Afternoon session for the public?

– Jung kyung ho: Actually, this scene means a farewell to everyone who did the drama. The end is the confession of Choi Tae Ho. In the drama they all appear behind the scenes laughing, like the fun we enjoy together on the desert island, and the scenery means the memory of those moments. I guess in a hurry we did not get the ability to convey the meaning of the last scene, so it was not very good. We wanted to show a funny drama. We were going to build a hot scene, describe the process to survive and the people changing on a deserted island, but we had to solve the details of the mystery, and the flaws appeared. It was shameful.

Q: Reality is that Choi Tae Joon was not scary, is it?

– Jung kyung ho: when he finished the scene he was back to being the humble guy, no, they were not scary guys. I am very grateful to work with Choi Tae Joon. His character had the anguish of Spirit. The cruel action was not intentional. We thanked Choi Tae Joon. He knows he did the character very well.

Q: Missing 9 was not as expected the original. But the drama was able to show news and received good reviews without being affected by the classification, but the end was much criticized.

– Jung kyung ho: I have no regrets. When I agreed to participate, the script was written for 10, 12 episodes, but had to adjust the duration and changed a bit. I also feel sorry for the answers that the end has received.

Q: The mood scenes, did you improvise?

– Jung kyung ho: it’s not really that I improvised too much. Due to the scenes of mystery and tension, then Seo Joon Oh was built to shine in all situations. So I made the scenes fun. In scenes like this, I often sought other opinions. I’m very happy for the public to find the scenes interesting. Because it is not easy to interpret comedy scenes.

Q: Do you seem to especially remember the scenes on Jeju Island? I think it must have been difficult for you, have you had difficulty maintaining your strength?

– Jung kyung ho: The scenes on the island left many memories in my memory. Many ask, “Was it so difficult?”, However, I did not feel tired at all. Even though at sea, I also only had difficulties the first time, next time was easy. Even when I had the takes to live on a desert island, nails without cutting, without washing the head, … but I do not care, then gradually became more comfortable. Other actors worked harder than me. Lee Sun Bin wore short dress in a cold weather throughout the shoot, Baek Jin hee went into the water continuously.

Q: You and baek jin hee acted together at a variety show. How was filming together?

– Jung kyung ho: I did not need time to make friends with baek jin hee. We met on the Law Of The City (SBS) program, went through many memories together for 40 days in NY. So it was very comfortable.

Q: this time there was a scene kiss?

– Jung kyung ho: this is the first time that I close a drama without a kiss (laughs). In about the 3rd and 4th episode I created an atmosphere, but the author was direct when he said he did not need the romance scenes. However, perhaps a drama does not need to be controlled by romantic factors to have a good story.

Q: the public constantly criticized the direction of the drama, it was disappointment, but the opposite occurred on their performance, were many compliments.

– Jung kyung ho: all exaggerated. I will not mention classification, I feel so grateful, for 15 years, every time I make a new drama, I hear that Jung Kyung Ho is “a new discovery”. You may have to work harder. Honestly, it is impossible not to call the answers. Of course rating is very low, I can be depressed, but I was still in the drama with a good spirit. But we were all frustrated a little by the audience.

Q: There are people who say that you will not be able to innovate anymore.

– Jung kyung ho: I can not even think about it. I love working, acting, but I know there will be times when I can not do it. So I want to act more carefully. I do not think I’m always ready for the “OK” signal from the director, but I want to do, I want to feel satisfied. So I feel I have to take responsibility. It seems like I grew up more than before. I think happiness or suffering is for me, not for someone else, so I want to change myself, when on stage, working responsibly. And after the drama ends, I want to know that I have done all things well, and it is a pity not to be a definitive calculation, right and wrong is not known.

Q: Does your father, the director Jung Yong, never give you advice in choosing your projects or acting?

– Jung kyung ho: we hardly talk about work. The more I do this job, the more I see how good my father is. And every day I respect you. My dad and I often talk and drink together, but we do not want to talk about work. I dare not ask my father “If I should act as a director’s son.” To be honest, I also feel embarrassed about things like this. My Dad seems to see all the movies I work at, but it does not give me any idea in person. He just says, “Be a good man.” Being a better person, I can have a good performance. My father and I are like two friends. Except for acting, we talked about everything.
Q: Jung Kyung Ho has the same high degree of patience as Seo Joon Oh?

– Jung kyung ho: Sirrrr! I’m not like that (laughs). I am sincere, in the position of Seo Joon Oh, I would not forgive, but he had to forgive everything. Seo Joon Oh was built with this personality, there are people like that. That’s why he can tell Choi Tae Ho – the man who tried to blame him for murder. “I’ll be by your side, so let’s stop it.” I would not do that . I personally would not forgive him. Their relationship was well-built, so I can understand the forgiveness of Joon Oh. I mean, they (characters of Chan Yeol and Tae) shared with Joon Oh moments of success of the band, shows, rehearsals, trips, many shared memories. I feel sorry.
Q: Missing9 meant what to Jung Kyung Ho?
– Jung kyung ho: participate and act in a drama like this was great luck to me. I really appreciate the fans’ support, and the fun times I’ve had filming. I still miss the conviviality with the people in the drama. The work can not make the drama perfect, but it’s not anyone’s fault, and neither is it a choice. If the story we told was not good, I’m sorry. Even so, I still hope the public knows that all of us – screenwriter, team, director and the actors have done our best until the very last moment.

O Pequeno Príncipe da televisão coreana-Entrevista de Jung Kyung Ho para J.Look Magazine 

Fui de Seul à ilha Jeju para conhecer o ator Jung Kyung Ho durante a filmagem do seu drama atual Missing 9 (TV MBC). O conteúdo gira em torno da verdade escondida sobre o desaparecimento de 9 pessoas em um acidente aéreo. Jung Kyung Ho interpreta Seo Joon Oh, ex líder de um grupo de ídolos, sua interpretação mistura aspectos de mistério, humor e romance. Ele pintou o cabelo de dourado para combinar com a figura de ídolo, e parece mais e mais jovem. Jung Kyung Ho surgiu há cerca de 16 anos com o papel do topstar ” Choi Yoon ” no filme ” I ‘ m sorry, I love you” (com Ji Sub), mas ele ainda carrega o porte de um pequeno príncipe.

Ele se aproxima e cumprimenta com as mãos o fotógrafo, ” Olá pessoal !” com o rosto radiante, olha para o kimpap, sanduíches e pergunta: “ Eu posso comer isto, não?”, escolhe um prato, a cara cheia de curiosidade. No Estúdio, ele é muito sociável e estiloso, como um pequeno príncipe de luz brilhante. Eu tive uma conversa com Jung Kyung Ho, o ator que eu quero que você mantenha sempre um olhar sincero de amor:

 Q: Eu vi a reação do público sobre o drama, muito bom?

– Como é isso? A taxa de avaliação? Um pouco de pena. Por todas as pessoas só olhar o ranking. Mas enfim, eu ainda me sinto feliz. Porque o ar no estúdio é feliz. Talvez há muito tempo eu só goste de filmar, eu não quero ir para casa. A direção segue tendências liberais com todos os funcionários e todos os atores, filmar é muito divertido.

 Q: Pareceu tão difícil. Cair do avião e cair no mar, ainda está passando por tempo difícil?

– Na verdade, para todo o elenco as cenas em movimento, correndo e lutando…está ainda mais fácil. Apesar de difícil no início, mas eu ainda quero característica agressiva. Sou ator, tenho ambição, quero mostrar coisas assim. Cair no mar, queda de avião e se precisar ter que viver em uma ilha deserta novamente.

 Q: No entanto, o corpo vai ficar um pouco cansado, não é?

– Sim, é isso mesmo. Não, não é muito cansativo (risos). O drama é a história de 9 pessoas em uma ilha deserta por acidente de avião, e nos faz relacionar imediatamente com a série ” LOST “. Mas em “Lost ” abriu-se gradualmente a história de 3 personagens. E  no drama, nós alternamos entre o momento atual e as coisas que aconteceram na ilha deserta, ao mesmo tempo. Tudo é sintomático e psicológico nos personagens, essa é a maior diferença. A verdade é que eu não esperava que o drama tivesse o ar de misterioso. Eu pensei que era um drama de comédia romântica (risos) mas parece que fui enganado (risos). No entanto, eu sinto que é mais emocionante que comparado a um drama de comédia romântica.

Q: O drama tem mistério, mas também muitas cenas de humor. Em cada momento engraçado seu jeito travesso volta a brilhar.

– Eu falei muito com o diretor sobre a cena. Hora de causar, vamos causar sorriso, sorriso moderado no grau b. É cena grave, então vamos torná-la verdadeiramente séria. Eu estava pensando assim. Preste atenção, na realidade, eu só tenho que pensar que o público pode ser eles. Não é curioso falar aquele que caiu na ilha deserta, quem morreu e porque morreu. Se assim for, trabalhar para essa situação ser divertida e mais confortável, não seria melhor?

Q: Na sombra do personagem principal Seo Joon Oh parece que eu vejo quem realmente é Jung Kyung Ho. Brilhante,divertido e em especial humilde?

– Há muitos defeitos referente ao caráter do personagem, isso sempre foi dificuldade. Olha para o seu caráter e  personalidade; E que posso fazer com isso, é bom. Agora eu ainda estou pensando sobre isso. Eu realmente estou pensando sobre como ter a certeza de fazer o que é melhor, e eu acho que o primeiro dever para com o público. Ver primeiro quem eu sou. Quando eu atingir o nível mais alto, talvez o público possa perceber a mudança para uma personalidade completamente diferente da minha, e viver uma vida completamente diferente, porém talvez ainda seja difícil . Eu ainda estou trabalhando para expressar isso, e colocar em caráter e personalidade. Porém, é a vantagem de ser você mesmo. 

Q: Li comentários e artigos falando sobre o drama, eu vi todos esses elogios sobre seu trabalho. Então, parece que você atua se divertindo e de forma confortável, não é?

– Eu acho que isso não é um fardo sobre os ombros, foi reduzido um pouco. Mas talvez seja porque tenho nove atores aparecendo, então a atmosfera me permite soltar o coração e agir de uma forma divertida e confortável. Por exemplo, no trabalho anterior “Falling in love with soon Jung”, eu e minha irmã   Kim So Yeon tínhamos a mesma responsabilidade pelo drama, no entanto, desta vez eu atuo com muitos atores, um apoiar o outro, então eu atuo mais confortável.

Q: Parece que você está recebendo críticas melhor com este papel, você viu isso?

– Na verdade, a cada trabalho que faço, são melhores. Eu estou satisfeito em atuar com ação. Depois, ”  Seatbelt ” foi um filme de ação. Fiz TV e um filme de comédia romântica, também quero usar isso no cinema novamente.

Q: Parece que a cada ano você só faz um filme.

– Se eu tenho mais experiência, acho que vou fazer cinema mais vezes, porque eu tenho muitos defeitos. Então, quando termino um filme, eu preciso de tempo para assentar e aprimorar conhecimentos. Porque antes de escolher um filme, eu preciso pensar e ver se devo expressar um novo olhar para o público ver a melhor performance da minha vida.

Q: Quando decidi escolher um trabalho, além de elementos de arte, você acha o quê mais importante?

– Primeiro vou pensar se eu posso ser bom ou não. Quando eu trabalho fora da rota eu vou ter que agir como, e quando não, em momentos como esse, eu vou conversar com o diretor. Orientação do diretor é bastante influente para a escolha do meu trabalho. As pessoas que trabalham comigo também tem influência nisso.

Q: Quando escolher um trabalho, você ouve comentários do seu pai ( Jung Kyung Ho é filho do diretor e escritor Jung Eul Young )? 

– Não, não faço isso. Meu pai torce por mim.Nós não falamos sobre trabalho. Só falamos sobre a vida. Talvez eu não seja um menino bem comportado. Minha relação com meu pai é como dois amigos.

Q: Soube que ano passado você comprou uma casa, não é?

– Sim, é por isso que a primeira vez que estou num estado de dívida. Não é que eu precisasse ter uma casa, mas é uma coisa boa. Agora eu entendo o humor dos endividados. Eu vou ter que trabalhar mais duro.


Q: O que você costuma fazer no tempo livre?
– Eu vejo um monte de filmes do cinema. Talvez eu tenha ido a todas as estreias dos filmes no cinema. Depois de ver que o filme é realmente bom, eu vou procurar o script, ler e depois voltar a ver. Recentemente, eu vi o filme coreano The king e filmes estrangeiros. Muito bom.

Q: você que rever o filme em que trabalha?

– Não costumo ver um filme meu. Porque eu sei como eu filmei. Drama sim, o foco contínuo na câmera me deixa muito cansado, então um tempo depois que o drama acaba, eu vejo uma, duas vezes. Às vezes desisto, se amigos quiserem eu sento e assisto junto, mas ver sozinho, eu me sinto um pouco envergonhado. E eu também muitas vezes penso ” porque naquele momento, eu fico assim? Eu gostaria de assistir outra coisa” depois vem o arrependimento. Enfim, eu ainda me sinto envergonhado por isso.

Q: Que  ator criar uma fonte de inspiração atual para você?

– Eu gosto muito dessa geração, gosto do Ryan Gosling. Jared Leto é também um ator que sou fã. Parece que eu tenho aprendido muito com esse dois atores.

Q: Quem te influencia, além de atores ?

– Meu pai. Meu pai tem um significado maior para mim. Claro que também há muitas pessoas que respeito, mas talvez o meu pai é o único que afeta diretamente o melhor em mim. Desde quando eu era criança, minha casa era espalhada de script e fitas de vídeo. Agora eu também leio script e vejo videos, é porque eu cresci vendo meu pai trabalhar. Eu ainda estou aprendendo a seguir esse método. Vendo o trabalho do meu pai, senti muita coisa.

Q: você foi lançado no ano de 2002. São mais de 15 anos convivendo com colegas em show, reviver essa jornada você quer?

– Eu não quero voltar aos velhos tempos. Eu gosto muito do que sou no presente. Na verdade, agora se me disse para voltar a filmar <missing 9 > desde o início, talvez eu quisesse morrer, eu não posso fazer isso. Estou satisfeito com a vida atual e gosto do meu atual papel que é ser Seo Joon Oh. 

Q: Comparando com o tempo, a idade de 20 anos, você sente que mudou muito ?
– Talvez eu seja mais obediente que aos 20. Eu agia com arrogância, agora eu penso mais. 

Q: Eu sei que você costuma se apegar a longo prazo com os amigos do trabalho. É porque você é um cara como Seo Joon Oh em uma ilha deserta?
– É porque eu não o posso trair com outros (risos). Eu gosto de estar com amigos. No entanto, talvez eu seja o tipo de gente que leva tempo, muito tempo para criar uma nova relação. Ultimamente tenho pensado muito sobre passar por um período maior de tempo, tempo precioso com as pessoas ao meu redor. Eu acho que você deve tratar bem e viver bem, mesmo que seja apenas com as pessoas ao seu redor.

Q: você está namorando há   3 anos ( o ator recentemente insinuou que eram 5 anos) com Sooyoung do grupo SNSD. É verdade que vocês nunca discutiram uma única vez?

– Em um relacionamento, os erros são mais frequentementes no lado masculino que no lado feminino. Por isso, eu tento ser cuidadoso para não cometer erros. Não deixar que surjam conflitos. Nós conversamos francamente um com o outro. Então, muito raramente discutimos.

Q: Ouvir dizer que além de atuar, você ainda tem outras preocupações?
– Talvez meus Cães ? Eu adoro passear e brincar com eles. Fora isso, eu particularmente não sei fazer nada bom. Eu não sou bom em esportes, não sou bom em cozinhar ou cantar. Talvez quando eu atuo não consigo me concentrar em mais nada, não tenho interesses em nada. Eu gostava de roupas, mas agora eu vejo tudo fugaz, eu mudei meu pensamento.

Q: Então você só quer atuar certo. Você quer ser um ator como?
– É muito simples. Eu quero ser um ator que pode abalar o coração de todas as pessoas. Um ator que atua bem, eu realmente quero atuar como o amigo, ao lado, cheio de sabor humano. 

Fonte: (1).

Agradecimentos: Jung Kyung Ho Tailândia.  

Saiba mais sobre nosso Oppa! Clique aqui!

 “Jaqueta,bebida forte e livro”: Jung Kyung Ho não esconde nem a namorada para Allure Magazine

No ar atualmente com o drama da MBC “Missing 9”, Jung Kyung Ho é destaque na edição de Fevereiro da publicação sul coreana Allure. O ator de Heartless City, One More Happy Ending entre outros dramas, afirma que está se divertindo mais do que pensava interpretando o ex líder de um grupo idol: ” Antes de começarmos a filmar, conversei com o autor e com escritor. Eu disse que durante cenas sérias, minha atuação ainda será bem humorada“. Explicou o ator que desde de 2015 prefere papéis menos denso nos dramas.

“Missing 9”  é o primeiro drama sul coreano que apresenta um acidente aéreo e o conflito dos sobreviventes em uma ilha deserta. Para Jung Kyung Ho o roteiro foi fundamental na sua escolha : ”  Missing 9 me atraiu por conter elementos de mistério, humor e a natureza feroz da sobrevivência“.  Jung Kyung Ho chegou no estúdio da Allure para as fotos cumprimentando as pessoas de forma amistosa.

O ator também comentou sobre seu relacionamento de cinco anos (pela primeira vez ele revela que o namoro não tem quatro anos) com a cantora Sooyoung:”Somos uma família. Sem o sentimento de amor,  não se mantém uma relação por muito tempo”. Explicou sobre o segredo da longevidade do namoro, acrescentando “ Nunca brigamos nesses cinco anos”.

Jung Kyung Ho não pensou  em colocar a namorada numa situação difícil, quando perguntaram  sobre o que levaria para uma ilha deserta, ele saiu com três itens inusitados: “ A jaqueta mais grossa do mundo, um livro muito grosso e uma bebida destilada bem forte. Porque eu acho que não seria capaz de dormir sem estar bêbado.”

Apesar do drama ter uma linha pesada de mistério, estamos amando assistir o lado cômico de Jung Kyung Ho.

Fonte: (1)  (2) (3)

English translation by Google translator. In the air currently featuring MBC’s “Missing 9” drama, Jung Kyung Ho is featured in the February issue of South Korean publication Allure. Heartless City actor One More Happy Ending among other dramas says he’s having more fun than he thought playing the former leader of an idol group. Although the drama has a mystery line, we are loving watching the comic side of Jung Kyung Ho.

” Você não faz um filme por si mesmo, mas pelos outros” #JungKyungHo

Chegamos ao ultimo mês do ano, e chegamos ao final da entrevista publicada em 2010, a que dá imagem visual ao nosso site e redes sociais.  Para ler a Parte 1 da entrevista clique aqui! , para ler a Parte 2 clique aqui! Bom divertimento!

Em 29 de junho de 2010, Kyung Ho concedeu longa entrevista para a Tenasia (10Asia), vamos para a última parte da entrevista:

10: Então, quem é o  ator  jung Kyung Ho ?

JKH: Eu odeio ser deprimido, é apenas a minha natureza. Eu tento ser alegre e eu acho que há algumas pessoas que me vêem como uma coisa boa.

10: Você quer continuar a fazer algo que você é bom ou quer começar a mostrar algumas mudanças pouco a pouco?

JKH: Agora, eu só quero trabalhar em uma boa história com um bom diretor e elenco. Isso é o que eu gosto.

10: Uma vez que você usa a palavra ‘bom’ muito, o que você acha que é? Por exemplo, o que é exatamente um bom diretor de ponto de vista de um ator?

JKH: É difícil de explicar. Vai  o mesmo para atores também. É difícil definir um bom ator. Um ator veterano que é um bom ator pode não ser uma boa pessoa. E mesmo que ele é uma boa pessoa, eu não acho que você pode chamá-lo de um bom ator, a menos que os telespectadores achem. Basicamente, eu acho que, para ser chamado de um bom ator ou um bom diretor, você tem que ser uma boa pessoa, mais do que qualquer coisa. Você não pode realmente chamar alguém de uma boa pessoa ou ator, se ele coloca as pessoas ao seu redor em  momento difícil. Felizmente, as pessoas que conheci até agora foram todas bons atores e diretores. 

10: Há uma diferença entre trabalhar duro e fazê-lo bem?

JKH:: Oh, é diferente. É por isso que eu me sinto muito mais responsável  com a quantidade de amor que eu possa receber com esta produção. Por exemplo, haverá um momento em que eu não vou ser chamado para um trabalho que eu queira, se o meu projeto atual não for bem. É por isso que você tem que ser responsável em tudo que faz.

10: Então, como ator, o que você acha que é  ser bom ator?

JKH: Basta ser natural. Minhas maiores preocupações são para não mostrar arrogância.

10: Há uma chance de que o ator Jung Kyung Ho possa não se destacar?

JKH: Você tem que ir com o fluxo como a água. Se eu ficar, eu iria acabar na sarjeta. (risos) Acho que aprendi muito sobre isso, depois de trabalhar com o diretor Lee Jun-ik para o filme “Sunny”. Que você não faz um filme por si mesmo, mas pelos outros.

10: Há alguns atores que são competitivos com seus parceiros, mas você não parece ser desse tipo.

JKH: Eu não posso fazer isso porque eu sou uma espécie de tímido. Se eles são loucos, eu tento animá-los (risos). Quando eu estava filmando “Time Between Dog and Wolf”, o diretor Kim Jin-min estava preocupado que o ator Lee Jun-ki e eu competisse para ver quem é era o melhor ator. Ele estava preocupado que as coisas ficassem desconfortáveis. Por sorte, ele disse que tudo ficou muito bem (risos)

10: Você é do tipo que fica no fundo?

JKH: Eu acho que eu sou o tipo de pessoa que gosta de estar com os outros. Eu também gosto de beber (risos). Quando você passar um tempo com alguém por oito meses é inevitável que você se torner perto como uma família. Quando você está filmando um drama, que pode ser difícil para formar um relacionamento com o calendário apertado, mas, eventualmente quando o tempo passa você fica perto. Cinco anos atrás eu estava na KBS ‘”Meu querido, meu querido” por cerca de um ano, e eu ainda me encontro e mantenho contato com o ator veterano Lee Soon-jae e o resto do elenco.

10: Será que esse tipo de coisa ajuda com atuação?

JKH:: Quanto mais relações  você formar, menos a atuação se torna  cansativa(risos).  Há menos coisas para se preocupar, como “Será que essa pessoa é  louca? ‘ (risos)

10: A razão que eu fiz essa pergunta,  é como você usa suas habilidades de atuação fora do trabalho?

JKH:: Eu gostaria de estudar mais. Eu não acho que eu já estudei o suficiente para agir. Eu quero e preciso ler mais livros e também viaja muito. Até agora, eu continuei trabalhando e aprendi muito com o trabalho, mas eu sinto que tenho mais a aprender  fora da atuação.  POr exemplo, atriz Bae Jong-ok, que estava no filme “Herb” comigo, ela lê muitos livros e estuda muito. Eu não conheço ninguém que saiba tanto quanto ela e ela nem sequer mostrar sobre isso. Eu invejo isso.

10: Assistir a um monte de bons filmes e dramas é uma boa maneira de estudar. Você por acaso assistiu as obras de seu pai [diretor Choung Eul-yeong]?

JKH: Claro. Eu assisti todos eles.

10: O que você pensa sobre eles?

JKH::  Eu realmente gosto deles, o que posso dizer? Em SBS ‘”Beautiful Life”, meu pai foi muito bom, mas escritora Kim Soo-hyun é realmente incrível. Como alguém que nasceu em 1943 pode escrever uma história como essa? Eu acho que ela trabalha duro e pensa muito sobre o seu trabalho. Eu a invejo.

10: O que significa para você como um ator, ter tais pessoas extraordinárias ao seu redor?

JKH:: Depois de trabalhar neste campo eu realmente admiro o meu pai mais do que ninguém. Eu acho que ele é incrível e como seu filho, eu não posso imaginar arruinar a reputação de meu pai. Mas essa não é a única razão pela qual eu trabalho duro no set.

10: Você não quer se tornar uma estrela,  não quer ser motivado pela influência de seu pai. Qual é a maior motivação para você como ator?

JKH: É sempre mais divertido de assistir as pessoas que têm dor ou falharam. Através de atuação, eu quero viver suas vidas e sentir suas emoções. O que eu faria se fosse elas. Eu gosto de aproximar dos personagens e expressar suas vidas.

Fonte: Asia10.2최종 수정 2010/06/30

Translation by Google Translator: We got to the last month of the year, and got to the end of the interview published in 2010, which gives visual image to our website and social networks. To read Part 1 of the interview click here! To read Part 2 click here! Have a good time! On June 29, 2010, Kyung Ho gave lengthy interview for Tenasia (10Asia), we go to the last part of the interview:

10: So who is the actor Jung Kyung Ho?

JKH: I hate to be depressed, it’s just my nature. I try to be cheerful and I think there are some people who see me as a good thing.

10: Do you want to continue to do something that you are good or want to start showing some little changes by little?

JKH: Now, I just want to work in a good story with a good director and cast. That’s what I like.

10: Once you use the word ‘good’ a lot, what do you think that is? For example, what exactly is a good director point of view of an actor?

JKH: It’s hard to explain. The same goes for actors as well. It’s hard to set a good actor. A veteran actor is a good actor can not be a good person. And even if he is a good person, I do not think you can call him a good actor unless viewers Achem. Basically, I think that to be called a good actor or a good director, you have to be a good person, more than anything. You can not really call someone a good person or actor if he puts the people around you in a difficult time. Fortunately, the people I met so far were all good actors and directors.

10: There is a difference between working hard and do it well?

JKH :: Oh, it’s different. That’s why I feel much more responsible with the amount of love that I can get with this production. For example, there will be a time when I will not be called for a job I want, if my current project is not well. That’s why you have to be responsible in everything it does.

10: So, as an actor, what do you think it means to be a good actor?

JKH: Just be natural. My biggest concern is not to show arrogance.

10: There is a chance that the actor Jung Kyung Ho can not stand?

JKH: I have to go with the flow as water. If I stay, I would end up in the gutter. (laughs) I think I learned a lot about it, after working with director Lee Jun-ik for the film “Sunny”. Do not you do a movie for yourself, but for others.

10: There are some actors that are competitive with their partners, but you do not seem to be such.

JKH: I can not do it because I’m kind of shy. If they’re mad, I try to encourage them (laughs). When I was filming “Time Between Dog and Wolf,” Kim Jin-min director was worried that the actor Lee Jun-ki and I competed to see who was the best actor. He was worried that things got uncomfortable. Luckily, he said everything was fine (laughs)

10: You are the type that is at the bottom?

JKH: I think I’m the kind of person who likes to be with others. I also like to drink (laughs). When you spend time with someone for eight months it is inevitable that you torner close as a family. When you’re filming a drama, it can be difficult to form a relationship with the tight schedule, but eventually as time goes on you get close. Five years ago I was in KBS ‘”My dear, my dear” for about a year, and I still meet and keep in touch with the veteran actor Lee Soon-jae and the rest of the cast.

10: Does this kind of thing helps with acting?

JKH :: The more relationships you form, the work becomes less tiring (laughs). There are fewer things to worry about, such as “Is this person crazy? ‘(Laughs)

10: The reason I asked that question, it is how you use your acting skills outside of work?

JKH :: I would like to study more. I do not think I’ve studied enough to act. I want and need to read more books and also travel a lot. So far, I kept working and I learned a lot with work, but I feel I have more to learn outside of acting. For example, actress Bae Jong-ok, who was in the movie “Herb” with me, I read many books and studies hard. I do not know anyone who knows as much as her and she did not even show about it. I envy that.

10: Watch a lot of good movies and dramas is a good way to study. Do you by chance seen the works of his father [director Choung Eul-yeong]?

JKH: Of course. I watched them all.

10: What do you think about them?

JKH :: I really like them, what can I say? In SBS ‘”Beautiful Life”, my father was very good, but writer Kim Soo-hyun is really amazing. As someone who was born in 1943 can write a story like that? I think she works hard and thinks a lot about his work. I envy you.

10: What does it mean for you as an actor, have such extraordinary people around you?

JKH :: After working in this field I really admire my father more than anyone else. I think he is amazing and as your son, I can not imagine ruin the reputation of my father. But this is not the only reason why I work hard on set.

10: You do not want to become a star, not to be motivated by the influence of his father. What is the biggest motivation for you as an actor?

JKH: It’s always more fun to watch people who have pain or failed. Through acting, I want to live their lives and feel their emotions. What I would do if I were them. I like to approach the characters and express their lives.

Source: Asia10.2 최종 수정 06/30/2010